24 de abr de 2015

Veja claramente o que precisa na sua vida!

Ufa! Consegui um tempinho para fazer uma das coisas que eu mais gosto... escrever no Palavra de Caprichosas! Juro, vou tentar que essa volta seja mais constante. É quase um compromisso! Minha leitura tem sido o livro “Mais Tempo, Mais Dinheiro” (Christian Barbosa e Gustavo Cerbasi) e isso também está me inspirando certas mudanças....

Bem, hoje acordei bem cedo e, no silêncio da minha casa, comecei a passear por textos e sites que curto e vi um tema que chamou minha atenção. A japonesa Marie Kondo tem sido uma boa referência em organização e hoje li dela: 

“Quando você coloca sua casa em ordem, você coloca suas relações, sentimentos e seu passado em ordem também. Consequentemente, você consegue ver claramente o que precisa na sua vida e o que não precisa, o que deve ou não deve fazer." (tradução nossa)

Livro: The life changing magic of tidying up - Marie Kondo

Na verdade, essa é a nossa bandeira na Atitude Caprichosa, porque no final de cada trabalho a gente vê que o maior ganho é no emocional dos nossos clientes e como isso modifica diretamente suas relações e rotinas.

E uma coisa é certa: seu espaço precisa refletir quem você é e especialmente aquilo que mais gosta em você. Lembro ainda que, no senso comum, a base é sempre de amor e respeito isso deve estar refletido em todos os seus espaços.

Então, no seu espaço, cuide, limpe, não acumule, não neglicencie.

E fique atenta, sua casa deve refletir quem você é AGORA. Isso vai te dar tremenda sensação de bem-estar e te impulsionar a viver bem.


Seu espaço não pode prender você ao passado. Se tem coisas que você quer guardar, além da memória, faça um arquivo, uma referência apenas.

A organizer Kondo vai além e diz que você deve pegar cada item da sua casa e perguntar a você mesmo se ele te reflete alegria. E, se certo objeto não te disser nada, doe, se liberte.

Se livre de tudo que não te traga alegria!

Trate o que você tem com amor e cuidado.

Isso é bem pessoal, mas um item pode te trazer alegria simplesmente porque é útil, ou funcional, ou necessário, ou bonito, ou harmônico, ou a sua cara!

Pensando assim, fica mais fácil fazer essa triagem da alegria, como sugere a japonesa, acabar com acúmulos desnecessários e progredir. E, depois conta pra gente, se essa sua postura não vai afetar positivamente todas as suas relações. Acredite, a gente já sabe a resposta…





Beijos, Caprichosas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...